Um homem acusado de matar o pai da rapper norte-americana Nicki Minaj, atropelando-o e depois fugindo da cena do crime, foi preso, confirmaram as autoridades esta quarta-feira, dia 17 de fevereiro.

Charles Polevich, de 70 anos, foi acusado de "deixar o local de um acidente depois de causar a morte de uma pessoa e falsificar provas", disse a polícia local.

Polevich, que se declarou inocente, foi libertado após pagar uma fiança de 250 mil dólares, de acordo com o seu advogado, Michael Scotto, entrevistado pela CNN.

O pai de Nicki Minaj, Robert Maraj, de 64 anos, passeava pela rua em Mineola, Long Island, em Nova Iorque, na passada sexta-feira, quando foi atropelado por um carro. O motorista fugiu e Maraj foi levado para o hospital, onde morreu no sábado.

A rapper nova-iorquina de 38 anos, nascida em Trinidade e Tobago e criada no bairro de Queens, perto do local onde seu pai foi assassinado, ainda não fez uma declaração oficial.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.