A Netflix renovou a popular série "Narcos: México" para uma terceira temporada, cuja rodagem vai avançar na Cidade do México e arredores de acordo com as medidas de segurança por causa da COVID-19.

A história vai pegar na guerra pelo poder com o nascimento dos cartéis de Sinaloa, Tijuana e Juarez, anunciado no final da segunda temporada.

Atrás das câmaras há uma grande mudança: Eric Newman deixa de ser o "showrunner" para se dedicar a outros projetos na Netflix, mantendo-se apenas como produtor-executivo.

As operações passaram a ser comandadas pelo co-criador Carlo Bernard, que tem sido o produtor executivo desde que começou a saga original em 2015 com Wagner Moura.

O ator brasileiro, que teve tanto impacto como o barão da droga Pablo Escobar nas primeiras duas temporadas de "Narcos", regressa para realizar dois dos episódios.

O comunicado da Netflix também esclarece a grande questão que estava no ar: Diego Luna e Scoot McNairy continuavam ou abandonavam a série?

McNairy vai continuar como o agente da agência norte-americana de combate ao narcotráfico, mas a história do 'El Padrino' Miguel Félix Gallardo chegou oficialmente ao fim: Diego Luna fica fora do elenco e pode dedicar-se à "galáxia muito muito distante", como protagonista de uma série "Star Wars" para o Disney+.

Outros atores que regressam são José Maria Yazpik, Alberto Ammann, Alfonso Dosal, Mayra Hermosillo, Matt Letscher, Manuel Masalva, Alejandro Edda e Gorka Lasaosa.

Não foi revelado quantos episódios terá a terceira temporada (as anteriores tiveram 10 cada) nem datas de lançamento.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.