O governo britânico apelou às plataformas de streaming que revelem as audiências das séries que tenham disponíveis e na origem sejam dos canais do serviço público de televisão britânico. Sugeriu ainda que apresentará legislação se isso não acontecer voluntariamente.

O pedido dirige-se principalmente à Netflix e Amazon, cujos catálogos incluem muitos programas da BBC, ITV (formalmente chamada Channel 3), Channel 4 e Channel 5, como "Peaky Blinders", "Fleabag", "The Bodyguard", "Line of Duty", "The Fall" e "Luther".

No que foi descrito como uma "intervenção surpreendente", as autoridades concordaram esta quinta-feira com uma recomendação de uma comissão do Parlamento Britânico (DCMSC), que em março indicou que as plataformas deviam partilhar os dados das audiências com os canais e a entidade reguladora (Ofcom), para que seja possível fazer uma análise completa do impacto do serviço público de televisão (PSB).

As autoridades não foram tão longe, mas recomendaram que as audiências sejam pelo menos partilhadas com a Ofcom e esperam que isso seja feito "em primeira instância de forma voluntária", mas deixam a porta aberta para a possibilidade de apresentar legislação caso não exista transparência.

Tradicionalmente, as plataformas de streaming fazem grande secretismo sobre as audiências, argumentando que divulgar essa informação seria comercialmente delicado.

Em março, a comissão discordou desta argumentação e acrescentou que "os serviços de streaming são uma 'segunda janela' importante para o conteúdo do PSB, mas sem os dados das audiências, é difícil avaliar totalmente o alcance do PSB".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.