Angelina Jolie assinou contrato para realizar "Unreasonable Behaviour" [Comportamento irracional, em tradução livre].

O filme abordará a vida de Don McCullin, o lendário fotojornalista de guerra britânico, a partir da sua autobiografia com o mesmo título, que ficou famoso pelas imagens a preto e branco das zonas mais desfavorecidas do mundo, em particular no Vietname e Camboja.

“Fui atraída pela sua combinação única de coragem e humanidade. O seu absoluto compromisso em testemunhar a verdade da guerra e a sua empatia e respeito por aqueles que sofrem as suas consequências. Esperamos fazer um filme tão intransigente quanto a fotografia de Don, sobre as pessoas e eventos extraordinários que ele testemunhou e a ascensão e queda de uma era única no jornalismo", explicou Angelina Jolie no comunicado oficial.

"Unreasonable Behaviour" parece juntar muitos dos temas de outros filmes da atriz como realizadora: "Na Terra de Sangue e Mel" (2011) abordava a Guerra da Bósnia; "Invencível" (2014) a resistência de um soldado americano num campo de concentração japonês durante a Segunda Guerra Mundial; e "Primeiro, Mataram o Meu Pai" (2017) recordava o passado de uma ativista dos direitos humanos no Camboja durante o regime sanguinário e genocida dos Khmers vermelhos.

É a este último filme que Don McCullin, atualmente com 85 anos, se refere no mesmo comunicado: "Tendo visto o último filme de Angelina sobre o Camboja (e tendo passado tanto tempo lá durante a guerra), fiquei muito impressionado com a forma como ela fez uma representação tão poderosa e precisa do país naquela época. Com ela, sinto como se estivesse em mãos seguras, capazes e profissionais".

Por agora, não está anunciado nenhum ator. A produtora do ator Tom Hardy é uma das que está envolvida no "biopic".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.