Em palco, juntam-se a atriz portuguesa Adriana Melo e o bailarino e marionetista brasileiro Magnum Soares, para darem vida a uma adaptação dessa obra do Nobel da Literatura de 1998, agora intitulada “A Caravela Desconhecida”.

“Nesta história, encontram-se presentes o conceito de sonho e de imaginação, os quais relacionamos com a linguagem artística escolhida”, explicam, numa sinopse do espetáculo de marionetas.

Na apresentação, como no original de Saramago, o espetador “é convidado a viajar rumo a uma ilha desconhecida, caminho pelo qual absorve valores muito significativos para o desenvolvimento humano de uma criança e para a construção de um cidadão consciente”.

A sessão de Adriana Melo e Magnum Soares realiza-se no dia 24, às 21h30, na Escola Profissional da Lousã, junto ao Mercado, onde, por estarem a decorrer obras no Cine-Teatro da vila, se realizam todos os espetáculos, sendo necessária a aquisição prévia dos bilhetes na Biblioteca Municipal Comendador Montenegro.

Eva Cabral, da organização, disse à agência Lusa que, face às regras sanitárias fixadas pela Direção-Geral da Saúde devido à pandemia da covid-19, esta edição do Festival Marionetas ao Centro não inclui as habituais deslocações e oficinas nas escolas do concelho.

“Nos tempos que correm, tem sido a maior das complicações”, admitiu a atriz, que integra a companhia de novo circo Marimbondo, fundada há 30 anos, na Lousã, pelo alemão Detlef Schaff e alguns amigos.

Ainda no dia 24, um sábado, às 11h00, haverá animação de rua pela companhia Folia, de Lisboa, no Mercado Municipal, um momento que a organização aproveita para divulgar o programa, que termina a 01 de novembro.

No dia 25, às 17h00, o grupo Marionetas Rui Sousa, de Santa Maria da Feira, apresenta “Fios Mágicos”.

A Lua Cheia Teatro para Todos, de Lisboa, interpreta “Pequenas Fábulas de la Fontaine” no dia 30, às 21h30.

“Com 3 Novelos” é o título da sessão que A Bolha Teatro com Marionetas, de Torres Vedras, exibe no dia 31, também às 21h30.

O festival encerra no dia 01 de novembro, às 17:00, com “Alforria”, pela companhia Boca de Cão, de Arcozelo, concelho de Vila Nova de Gaia.

Os preços dos ingressos – três euros (individual), quatro euros (duas pessoas), cinco euros (três pessoas) e seis euros (quatro pessoas) – “são absolutamente simbólicos”, sublinhou Eva Cabral.

A Marimbondo, que em 2019 inaugurou o Museu do Circo Momo, em Foz de Arouce, ao abrigo de um protocolo com a Câmara da Lousã, organiza o Festival Marionetas ao Centro em parceria com o município, contando ainda com o apoio da Direção Regional de Cultura do Centro e empresas locais.

As primeiras quatro edições do festival foram realizadas no vizinho concelho de Penela, mas, após alguns anos de interregno, a companhia decidiu retomar a iniciativa, na Lousã, em conjunto com a autarquia.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.