Aquela música evoluiu rapidamente e de forma anárquica, desafiando em muitos aspetos a categorização, mas dela surgiram alguns padrões.

Old school

O que agora é conhecido como a velha escola do género são as canções gravadas entre 1979 e 1983, as mais antigas.

"Rapper's Delight", dos Sugarhill Gang, tornou-se a primeira canção hip-hop de sucesso após o seu lançamento a 16 de setembro de 1979. O tema está preservado no Registo Nacional de Gravações da Biblioteca do Congresso.

"The Message", de Grandmaster Flash and the Furious Five, lançada em 1982, trouxe um elemento de consciência social ao género, oferecendo um retrato cru da vida urbana e das tensões da pobreza.

Outros artistas importantes da altura foram Afrika Bambaataa, DJ Kool Herc, Melle Mel and Grandmaster Caz ou Wu-Tang Clan.

Grandmaster Flash and the furious five
Grandmaster Flash and the Furious Five

Costa leste

Nova Iorque e a costa leste foram fundamentais no desenvolvimento do hip-hop nas décadas de 1980 e início dos anos 1990, a chamada "era de ouro".

Run-DMC, Beastie Boys e Public Enemy estavam entre os grupos mais influentes, com letras contra o racismo ou sobre o poder dos negros.

Outros, como De La Soul e A Tribe Called Quest, foram pioneiros do "hip-hop alternativo", com a incorporação de elementos jazz e R&B.

Salt-N-Pepa, Foxy Brown, Queen Latifah e Lauryn Hill surgiram como figuras femininas, especialmente Hill, que popularizou o rap melódico.

Lauryn Hill
Lauryn Hill

The Notorious B.I.G. - ou "Biggie" -, com o apoio da "Bad Boy Records" de Puff Daddy, tornou-se o rei da costa leste após o lançamento do seu histórico primeiro álbum, "Ready to Die", em 1994, até ao seu assassinato em 1997.

Costa oeste

Os sons vindos da Califórnia rapidamente se impregnaram de elementos eletrónicos, focando-se mais nos DJs do que no rap.

Ice-T foi um pioneiro do gangsta rap da costa oeste no final da década de 1980, enquanto os N.W.A alcançaram o disco de platina com seu álbum "Straight Outta Compton", em 1988.

Ameaçados por controvérsias e censura devido às suas letras explícitas - que muitos consideravam misóginas e que glorificavam o uso de drogas e o crime -, os N.W.A. destacaram-se ao trazer à tona experiências de racismo sistémico e repressão policial.

Após a dissolução do grupo, membros como Dr. Dre e Ice Cube apostaram em carreiras a solo de sucesso.

Tupac Shakur
Tupac Shakur

Tupac Shakur também transmitiu mensagens de justiça social e tornou-se um dos maiores rappers de todos os tempos, antes do seu assassinato em 1996, poucos meses antes do de Biggie.

Dr. Dre também apresentou um de seus protegidos mais famosos, Snoop Dogg, cuja letras descontraídas personificaram o G-Funk, e cujo primeiro álbum "Doggystyle" foi produzido por Dre, que também influenciou Eminem.

Mudança de milénio

O sucesso de 'Biggie' abriu caminho para outras estrelas da costa leste, como Jay-Z, DMX, Busta Rhymes e 50 Cent, com a viragem do milénio.

O álbum de Jay-Z "Hard Knock Life (Ghetto Anthem)" foi um dos maiores sucessos do género, anos antes do seu autor se tornar um dos nomes-chave do hip-hop e magnata da indústria. O seu trabalho inspirou produtores como Kanye West.

No início da sua carreira, West obteve sucesso global, juntando música house, eletrónica e soul.

Nicki Minaj foi elogiada pelo seu talento camaleónico e o seu flow vertiginoso, enquanto Drake trouxe a sensibilidade do R&B e produziu vários êxitos.

Kendrick Lamar
Kendrick Lamar

Kendrick Lamar é um dos letristas mais impactantes da música contemporânea, com versos que oferecem uma visão tanto pessoal como sistémica ambientada em instrumentais carregados de jazz.

Lamar, assim como West e Common, tornou-se um defensor do rap progressista num sentido amplo, focado em questões sociais e mudança.

O hip-hop também floresceu no sul, com artistas como 2 Live Crew, Missy Elliott e Outkast.

Reggaeton latino

Na década de 2010, a cena rap deslocou-se para Atlanta, berço dos influentes Outkast e do subgénero trap, caracterizado por padrões de pratos e baterias sintetizadas.

O trap continua a ser um dos estilos mais populares da música americana e a sua influência estende-se à pop e à EDM, bem como ao popularíssimo reggaeton latino.

Grande parte das suas letras estavam centradas na vida na "armadilha", uma referência aos locais onde ocorre o tráfico de drogas.

Outkast
Outkast

Artistas como T.I., Gucci Mane e Lil Wayne aumentaram a sua popularidade, enquanto que Young Thug se tornou um dos mais emulados do hip-hop contemporâneo.

Entre as superestrelas atuais influenciadas pelo trap estão Migos, Cardi B e Megan Thee Stallion.

A internet desempenhou um papel fundamental em muitos movimentos contemporâneos, como o "Soundcloud rap", o gangsta ou o drill de Brooklyn, que ganhou peso graças ao trabalho de artistas como o falecido Pop Smoke e Fivio Foreign, enquanto estrelas atuais como Ice Spice, do Bronx, contribuíram para a sua disseminação.

Em Portugal, o hip-hop começou a emergir nos anos 1990 através da icónica compilação "Rapública" (1994), que revelou nomes como Black Company, Boss AC, Zona Dread, Family ou Líderes na Nova Mensagem. Da Weasel, Mind Da Gap, General D, Alex e os Putos do Bairro, Micro e Sam the Kid também se destacaram na mesma década num género que viria a ter Valete, Chullage, Dealema, Nigga Poison, Fuse, Allen Halloween, Mundo Segundo ou Capicua entre os seus maiores representantes.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.