Quentin Tarantino esclareceu os rumores sobre a possível participação de Jennifer Lawrence em "Era Uma Vez em... Hollywood".

O filme de 2019 voltou à atualidade porque o realizador está a promover a novelização que escreveu baseada no seu argumento.

A história andava à volta do verão de 1969 e o envolvimento fictício de uma estrela de cinema (Leonardo DiCaprio) e do seu duplo (Brad Pitt) no verdadeiro assassinato da atriz Sharon Tate (Margot Robbie) pelos seguidores de Charles Manson, quando estava grávida de oito meses do marido, o realizador Roman Polanski.

Em 2017, surgiram notícias de que Margot Robbie e Jennifer Lawrence eram as favoritas de Tarantino para interpretar a malograda atriz.

No podcast de Marc Maron, o realizador revelou que realmente pensou na vencedora do Óscar, mas para o papel de "Sqeaky" Fromme, que pertencia à família de Manson e era chamada de "Squeaky" pelo dono do rancho George Spahn (Bruce Dern) porque "guinchava" ["squeaked"] sempre que ele lhe tocava.

O papel acabou por ser entregue a Dakota Fanning e Tarantino disse que não podia estar mais contente com o seu trabalho, "uma das melhores interpretações no filme".

Dakota Fanning

"Mas no início, explorei a ideia de Jennifer Lawrence ser Squeaky. Ela veio à minha casa ler o argumento porque eu não o estava a deixar circular.", recordou o realizador, que acrescentou que falaram um pouco sobre o assunto e houve interesse, mas acabou por não se avançar, sem especificar.

Lawrence é "uma pessoa muito agradável e respeito-a como atriz", elogiou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.