"Our Souls at Night" estreou mundialmente esta quinta-feira na 74ª edição do Festival de Cinema de Veneza, onde os dois veteranos serão homenageados com um Leão de Ouro pelas suas carreiras, duas das mais longas e bem-sucedidas do cinema dos Estados Unidos.

Baseada na obra de Kent Haruf, a produção é da Netflix e foi dirigida pelo indiano Ritesh Batra.

"Queria fazer um último filme com ela antes de morrer", disse Robert Redford. "Queria voltar a apaixonar-me por ele", confessou Jane Fonda.

"Tem um beijo maravilhoso. Era tão divertido beijá-lo quando tinha 20 anos quanto será, de novo, quase aos 80 anos", elogiou a premiada atriz. "A Jane e eu temos uma longa história no cinema", lembrou Redford.

"Sempre foi fácil filmar com ela. As coisas aconteciam naturalmente. Não precisávamos de muita conversa, nem preparação, e continua a ser assim", completou.

Fonda e Redford interpretam os personagens Addie Moore e Louis Waters, dois vizinhos reformados e viúvos que vivem uma vida aprazível numa pequena cidade do Colorado.

Os dois conhecem-se de vista há anos, mas sem qualquer intimidade. Tudo muda quando, por sugestão de Addie, decidem numa noite dividir a cama, mas para se sentirem acompanhados e conversar, aliviando a solidão sentida por ambos.

À medida que a amizade cresce e se desenvolve, as conversas noturnas começam a ficar mais sérias e mais profundas. Addie e Louis partilham segredos sobre como foram os seus respectivos casamentos e sobre a relação com os filhos, já crescidos.

O amor na terceira idade

Robert Redford e Jane Fonda

"Há poucas ocasiões para fazer filmes que interessem a um público mais velho", comentou Redford, referindo-se a uma indústria do cinema que costuma orientar-se para um público jovem.

"É um filme sobre a esperança. Nunca é tarde se se tem coragem e se está disposto a assumir riscos", opinou Fonda, que declarou o seu amor pelo colega de elenco.

"Queria passar algum tempo com ele e queria voltar a apaixonar-me por ele. Sempre estive apaixonada por ele em todos os filmes que fizemos juntos!", confessou.

"Interpretamos o amor da juventude e, agora, o amor entre pessoas mais velhas e o sexo entre pessoas mais velhas, embora, para o meu gosto, o realizador tenha cortado rápido demais a cena de amor", brincou a atriz.

"O Robert não gosta das cenas de amor, mas eu vivo para elas", completou Fonda.

Este é o terceiro filme de Batra, depois de "A Sense of an Ending" (2016) e de "A Lancheira".

O realizador, de 38 anos, nasceu no mesmo ano que Redford, agora de 81 anos, e Fonda, de 79. Os dois contracenaram pela última vez em 1979, num filme de Sydney Pollack, o western "O Cowboy Elétrico".

A 74ª edição do Festival de Veneza começou na quarta-feira, com um desfile de estrelas e de lendas do cinema pela passadeira vermelha. Além da premiada dupla de atores, passarão pelo festival Matt Damon, Ethan Hawke, George Clooney, Javier Bardem, Penélope Cruz, Michelle Pfeiffer, Helen Mirren, Julianne Moore e Frances McDormand, entre outros.

Veja o trailer de "Our Souls at Night":

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.