Desde a 16ª cerimónia, em 1943, que não havia mais de cinco nomeados na categoria de Melhor Filme, o que pode mudar muita coisa na previsão que habitualmente se faz dos resultados. É que, ao contrário do que sucedeu até agora, o filme vencedor não será pura e simplesmente o mais votado, já que, doravante, os votantes nesta categoria não se limitarão a escolher o seu filme preferido entre os nomeados mas terão de escaloná-los todos por ordem de preferência, de 1 a 10.

A ideia é que um filme não ganhe com apenas 18 ou 20% dos votos, o que em teoria pode acontecer, e por isso a contagem final
vai ser efectuada por um processo complexo de eliminação sucessiva dos menos votados.

De qualquer forma, pelos prémios que já receberam anteriormente e pelas restantes nomeações aos Óscares que receberam, parece claro que o vencedor será um dos cinco filmes que viram os seus directores nomeados a Melhor Realizador:
«Avatar»,
«Estado de Guerra»,
«Nas Nuvens»,
«Precious» e
«Sacanas sem Lei».

A partir daqui, tudo é possível, com todas as películas a terem pontos fortes e fracos. Até há algumas semanas, a luta parecia decidir-se entre
«Nas Nuvens» e
«Estado de Guerra», que dividiam entre si os principais galardões da temporada, mas a vitória surpreendente de
«Avatar» nos Globos de Ouro e os seus espantosos resultados de bilheteira mudaram a ordem das coisas e colocam o novo filme de
James Cameron na «pole position». Nesta altura, todos os três parecem ter idênticas hipóteses de ganhar.

«Sacanas sem Lei», apesar das muitas nomeações que teve, parece arrojado e violento demais para atingir uma consensualidade entre os membros da Academia, e
«Precious», com um realizador pouco experiente, tem já a sua maior vitória nas várias nomeações que recebeu.

Nomeados Melhor Filme

«Up - Altamente!», de
Pete Docter

«Nas Nuvens», de
Jason Reitman

«Avatar», de
James Cameron

«The Blind Side», de
John Lee Hancock

«Distrito 9», de
Neill Blomkamp

«Uma Outra Educação», de
Lone Scherfig

«Estado de Guerra», de
Kathryn Bigelow

«Sacanas Sem Lei», de
Quentin Tarantino

«Precious», de
Lee Daniels

«Um Homem Sério», de
Ethan e
Joel Coen

E o vencedor é

«Estado de Guerra», de
Kathryn Bigelow

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.