A 70ª edição do Festival de Cannes, que começa esta semana, terá Pedro Almodóvar como o presidente do júri responsável pela atribuição da Palma de Ouro, que inclui desde Will Smith a Park Chan-wook, passando por Jessica Chastain e Paolo Sorrentino. ecletism

Pedro Almodóvar, o cineasta inconfundível

Com filmes marcantes como "Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos", coloridos, atrevidos e libertadores, Pedro Almodóvar, agora com 67 anos, revolucionou o cinema espanhol nos anos de 1980 até se tornar um dos maiores cineastas do mundo. Embora nunca tenha ganhado a Palma de Ouro, apesar de ter competido por ela cinco vezes, ganhou o prémio de melhor realização por "Tudo Sobre a Minha Mãe" e pelo argumento de "Voltar", que ainda foi distinguido pelo elenco de atrizes.

Will Smith, a estrela de Hollywood

O ator americano, de 48 anos, é um dos mais bem pagos de Hollywood, graças a sucessos de bilheteira, como a trilogia "Homens de Negro", "O Dia da Independência" e "Hancock". Ficou famoso nos anos de 1990 com a série "O Príncipe de Bel Air", onde mostrou também o seu talento de rapper, e foi aclamado pela crítica em 2001 por "Ali", de Michael Mann, em que viveu a lenda do boxe Muhammad Ali.

Jessica Chastain, a ruiva das mil faces

Em seis anos, a atriz americana, de 40 anos, ostenta uma ambiciosa filmografia: encarnou a doçura maternal em "A Árvore da vida" (Terrence Malick, Palma de Ouro em 2011), interpretou uma mulher determinada a caçar Bin Laden em "00:30 A Hora Negra" (Kathryn Bigelow), uma cientista aeroespacial em "Interstellar" (Christopher Nolan) e uma lobista sem escrúpulos em "Miss Sloane - Uma Mulher de Armas" (John Madden).

Maren Ade, a preferida da crítica em 2016

A realizadora e argumentista alemã, de 40 anos, foi a preferida da crítica em 2016, com s"Toni Erdmann", um emotivo relato sobre a relação entre um pai excêntrico e uma filha extremamente sensata. Em 2009, o seu filme "Todos os Outros", que explora o universo da vida a dois, ganhou o Urso de Prata em Berlim.

Park Chan-wook, ponta de lança do novo cinema sul-coreano

Convidado habitual de Cannes desde o Grande Prémio obtido em 2004 por "Old Boy", o realizador de 53 anos é um ponta de lança do novo cinema sul-coreano. Em 2009, foi recompensado com o Prémio do Júri por "Thirst - Este é o meu Sangue", e no passado retornou com o thriller erótico "A Criada", que o consagrou.

Paolo Sorrentino, o italiano talentoso

Este cineasta italiano, de 46 anos, apaixonado, que não deixa ninguém indiferente à sua obra, fez sete filmes, dos quais seis foram selecionados para a mostra competitiva de Cannes. "Il Divo", levou o Prémio do Júri em 2008.

Agnès Jaoui, a popular cineasta francesa

A atriz, argumentista e cantora francesa Agnès Jaoui, de 52 anos, é muito popular no seu país, onde foi recompensada com quatro César (o Óscar do cinema francês). Ao lado de seu ex-companheiro, Jean-Pierre Bacri, criou uma forma pessoal de descrever a vida quotidiana com um tom agridoce, como em "Corre no Sangue" e "Cuisine et dépendances".

Fan Bingbing, a diva chinesa

Atriz, cantora, produtora, modelo de marcas de luxo, Fan Bingbing, de 35 anos, é a estrela chinesa do momento. Embora a sua filmografia nacional seja pouco acessível para o público internacional, tenta conquistar Hollywood desde que surgiu em 2014 em "X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido" (Bryan Singer).

Gabriel Yared, o compositor veterano

O compositor francês, de 67 anos, tem no seu 'portfólio' mais de cem bandas sonoras originais, entre elas a de "O Paciente Inglês" (Anthony Minghella) e "Tão Só o Fim do Mundo" (Xavier Dolan).

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.