Os filmes “Alma Viva” e “Great Yarmouth: Provisional Figures” são os candidatos de Portugal a uma nomeação para os Goya, os prémios de cinema de Espanha, revelou hoje a Academia Portuguesa de Cinema.

Segundo esta associação, “Alma Viva”, da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, é candidato a uma nomeação na categoria de Melhor Filme Ibero-Americano.

“Great Yarmouth: Provisional Figures”, de Marco Martins, é candidato a uma nomeação ao Goya de Melhor Filme Europeu.

“Alma Viva”, produzido pela Midas Filmes, “é um retrato das tradições transmontanas, influenciadas pelas raízes ibéricas que compõem [os portugueses] enquanto povo, movendo-se num equilíbrio fascinante entre realidade e superstição”, justifica a academia.

Primeira longa-metragem de Cristèle Alves Meira, “Alma Viva” é uma ficção que aborda a emigração, o misticismo e a cultura transmontana, e foi integralmente rodado em Junqueira, concelho de Vimioso, onde a realizadora tem raízes maternas.

Sobre a longa-metragem de Marco Martins, a academia considera que “reflete sobre importantes questões laborais da emigração portuguesa, no contexto de um Reino Unido na iminência do Brexit, através de uma linguagem crua e dilacerante”.

"Great Yarmouth - Provisional Figures", produzido pela Uma Pedra no Sapato, resulta de cinco anos de trabalho de campo de Marco Martins, com atores e não-atores, na comunidade de Great Yarmouth, uma vila costeira de Inglaterra, para onde dezenas de portugueses emigraram em busca de trabalho em fábricas de processamento alimentar.

Os Goya são uma iniciativa da Academia de Cinema de Espanha e a 38.ª edição está marcada para 10 de fevereiro de 2024.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.