"Este filme tinha imensas razões para não funcionar e são essas as razões pelas quais ele funciona", afirmou Guillermo del Toro a propósito de "A Forma da Água", uma história de amor entre uma mulher muda e um homem-anfíbio, que acaba de lhe valer o troféu máximo do "Directors Guild of America (DGA), o Sindicato dos Realizadores da América. "E que vocês me digam hoje para continuar a fazer estas fábulas insanas nas quais eu acredito há mais de 25 anos significa tudo para mim", sublinhou.

Os outros nomeados ao troféu principal eram Greta Gerwig por "Lady Bird", Martin McDonagh por "Três Cartazes à Beira da Estrada", Christopher Nolan por "Dunkirk" e Jordan Peele por "Foge".

Com a vitória na DGA, o realizador mexicano, que já tinha triunfado nos Globos de Ouro e nos troféus do Sindicato dos Produtores da América, vê-se assim mais perto da vitória nos Óscares: desde 1950 que os galardões da DGA têm sido um dos mais seguros prognosticadores de quem será o vencedor umas vez que apenas sete dos vencedores não ganharam a seguir a estatueta dourada.

Por sua vez, Jordan Peele também foi um dos vencedores da noite ao conquistar o prémio para Melhor Realizador Estreante, por "Foge". "Este tem sido o melhor ano da vida, sem dúvida", afirmou no palco. "Mas ao mesmo tempo, tive de equilibrar isso com o conhecimento de que não foi um bom ano para o nosso país. Este não foi um bom ano para muitos de nós. Para todos os que estão aqui nesta sala, o que fazemos é importante, o que fazemos é poderoso".

Nas categorias de televisão, foram as mulheres a marcar a diferença, ganhando os troféus principais nas áreas de Comédia, com Beth McCarthy-Miller a vencer por "Veep", da HBO; Drama, com Reed Morano a triunfar por "The Handmaid's Tale", da Hulu; e Programação Infantil, com a neo-zelandesa Niki Caro a vencer com "Anne with an E", da Netflix.

Também sobre mulheres foi a série mais premiada da temporada, "Big Little Lies", da HBO, que valeu a Jean-Marc Vallée o prémio na categoria de Telefilme ou Minissérie.

Eis a lista completa de vencedores:

Melhor Realizador de Longa-Metragem para Cinema: Guillermo del Toro por "A Forma da Água"

Melhor Realizador Estreante de uma Longa-Metragem para Cinema: Jordan Peele por "Foge"

Melhor Realização de Série Dramática: Reed Morano por "The Handmaid's Tale" (Hulu), episódio "Offred"

Melhor Realização de Telefilme ou Minissérie: Jean-Marc Vallée por "Big Little Lies" (HBO)

Melhor Realização de Série de Comédia: Beth McCarthy-Miller por "Veep" (HBO), episódio "Chicklet"

Melhor Realização de Documentário: Matthew Heineman por "City of Ghosts"

Melhor Realização de Reality Program: Briam Smith por "MasterChef" (Fox), episódio “Vegas Deluxe & Oyster Shucks”

Melhor Realização de Especiais de Variedades/Debate/Notícias/Desporto: Glenn Weiss pela 89ª Cerimónia de Entrega dos Óscares (ABC)

Melhor Realização de Programa Regular de Variedades/Debate/Notícias/Desporto: Don Roy King por "Saturday Night Live" (NBC), episódio "Host: Jimmy Fallon"

Melhor Realização de Programa Infantil: Niki Caro por "Anne with an E" (Netflix), pelo episódio "Your Will Shall Decide Your Destiny"

Melhor Realização de Publicidade: Martin de Thurah (Epoch Films)

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.