Miguel Herrán, ator conhecido por vestir a pele de Rio em "La Casa de Papel" e de Christian em "Elite", revelou no início do ano ter testado positivo à COVID-19. "Seis dias foram suficientes para me destruir. Não quero falar mais. Nem comer. Parei no meu momento mais construtivo, que se tornou em destrutivo", confessou o jovem espanhol na sua conta no Instagram, numa publicação que se tornou viral.

Já recuperado, o ator voltou às redes sociais para agradecer todo o apoio. "Bem, já está na hora... não gosto de dar explicações, mas acho que é o mínimo que vocês merecem depois de todo o apoio que recebi durante estes dias. Em primeiro lugar, obrigado. Tenho-me sentido muito amado durante estes dias, por conhecidos e desconhecidos. Em nenhum momento quis criar toda a preocupação em torno da minha última foto", escreveu o jovem espanhol na sua conta no Instagram.

"Muitas vezes, observo-me e vejo atitudes que não gosto, que quero mudar... e isso custa-me. Às vezes, desvio-me do caminho que queria traçar e não gosto. Porém, é a coisa mais normal do mundo. Não há necessidade de ficarmos alarmados. Gosto de partilhar momentos pessoais (...) É a minha forma de 'influenciar', é o que considero que devo mostrar-vos da minha vida. Sim, sou famoso, ganho muito dinheiro e a minha vida é 'uma loucura'", contou o ator de "La Casa de Papel".

"Mas não existe uma fórmula para a felicidade", frisou ainda Miguel Herrán. "Nos meus momentos mais felizes tenho estado na m**** mais profunda", rematou.

 

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.