No início da gala deste domingo, dia 13 de fevereiro, de "Big Brother Famosos", da TVI, Cristina Ferreira revelou que Bruno de Carvalho já tinha sido informado pelo seu advogado sobre a queixa da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género. O ex-presidente do Sporting também foi confrontado com as imagens da semana.

"Já percebi porque não recebi mensagens das minhas filhas... no aniversário", disse, em lágrimas, o concorrente.

"Não [me reconheço na queixa], antes pelo contrário. (...) Há sempre uma coisa tão imbecil à volta das coisas que dizem de mim", sublinhou. "Os meus crimes são sempre crimes de imbecilidade. (...) Eu esqueço que há câmaras e ia exercer violência... nunca exerci violência", acrescentou.

"O que estamos a viver aqui é uma relação dentro de um jogo, mas que é real. Mas também é uma parceria para chegarmos à final", defendeu Bruno de Carvalho depois de ver um vídeo de resumo da semana. "Eu nunca impedi a Liliana de falar", frisou.

"Há sempre olhos com muita maldade que quando me veem feliz têm esta vontade inabalável de fazer alguma coisa. E eu fui avisando, dentro das minhas possibilidades", confessou.

No início da gala do reality show da TVI, Liliana Almeida comentou as imagens da semana. A concorrente também foi informada sobre a queixa.

"Fiquei surpreendida e ainda estou. Não percebo. (...) Só quem está cá dentro é que sabe o que se vive aqui", frisou a cantora, acrescentando que "nunca teve medo". "O Bruno é uma pessoa muito intensa, tem as suas ideias, pensa pela sua cabeça. É fácil pegar no Bruno de Carvalho e pô-lo nesta situação", frisou.

Comissão apresenta queixa ao Ministério Público por "comportamento ameaçador" de Bruno de Carvalho

Segundo a CIG, entidade que está integrada na Presidência do Conselho de Ministros, o comportamento do concorrente Bruno de Carvalho é “suscetível de configurar a prática de crime público de violência doméstica, na forma psicológica e física”.

Em comunicado, a comissão adiantou que teve conhecimento de vídeos divulgados nas redes sociais que são retirados de "Big Brother", “onde se pode assistir ao comportamento ameaçador do concorrente Bruno de Carvalho para com a sua namorada, a concorrente Liliana, chegando inclusive a agarrar o seu pescoço de forma indelicada e evidentemente desconfortável”.

“No cumprimento das suas competências, a CIG notificou a TVI no sentido de que esta estação televisiva tome de imediato as necessárias diligencias no sentido de pôr termo a esta situação, suscetível de configurar a prática de crime público de violência doméstica, na forma psicológica e física”, adiantou ainda a comissão, que “apresentou já uma denúncia junto do Ministério Público sobre os factos acima relatados”.

A CIG, que sucedeu à anterior Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, é o organismo nacional responsável pela execução das políticas públicas nas áreas da cidadania e da promoção e defesa da igualdade de género, sob tutela da secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.