A “Temporada de Violas da Terra” organizada anualmente "terá a maioria dos seus eventos" numa programação online na edição de 2021, segundo informou hoje a Associação criada para divulgar e potenciar a prática do instrumento musical.

A Associação organiza anualmente a “Temporada de Violas da Terra", mas "antevendo o prolongamento da situação de pandemia e a instabilidade previsível na concretização de eventos com público planeou dessa forma a sua temporada 2021", lê-se numa nota.

“Palco Aberto Açores – música original com viola da terra”, “Festival da Viola” e “Encontro Internacional de Violas de Arame” são eventos que a Associação pretende concretizar este ano em formato online e iniciativas das comemorações do “III Dia da Viola da Terra” a 2 de outubro.

Como eventos presenciais este ano, a Associação pretende concretizar a iniciativa “Violas do Atlântico – Viola Micaelense e Viola Terceirense”, que em 2020 aconteceu numa transmissão na página da rede social facebook da Associação.

A Associação planeia ainda "várias iniciativas" ligadas ao “Dia da Viola da Terra” num "formato ao vivo", mas estes eventos "só acontecerão com público" dependente da evolução da pandemia e "de acordo com as normas em vigor nessa altura".

O responsável pela Associação de Juventude Viola da Terra, Rafael Carvalho, lembra que a situação de pandemia tem impedido a realização de eventos ao vivo, há quase um ano, mas com a adaptação para iniciativas “online” a viola da terra "continuou a ser tocada e a ser ouvida, pelas plataformas digitais".

Devido à pandemia da COVID-19 "foi adiado" para este ano o estágio e concerto da “Orquestra de Violas da Terra”, porque "envolve tocadores de praticamente todos os concelhos da ilha de São Miguel".

"Esse evento está previsto para 2021 e poderá até ser adaptado para um concerto em directo nas redes sociais consoante o evoluir da pandemia", adianta a Associação.

Para 2021, a Associação pretende ainda avançar com "um trabalho discográfico com a Viola de 12 e de 15 cordas dos Açores" e continuar com sessões de sensibilização sobre o instrumento musical nas escolas.

A "Temporada de Violas da Terra", iniciada em 2013, tem "possibilitado a dezenas de músicos açorianos", ligados aquele instrumento musical típico dos Açores, "a apresentação do trabalho que desenvolvem", tem promovido a formação e a edição de trabalhos, "aproximando" a Viola da Terra "às crianças das escolas", salienta a Associação.

A viola da terra possui cinco parcelas de 12 cordas, sendo afinada num tom mais baixo em São Miguel e Santa Maria relativamente às restantes ilhas dos Açores.

O instrumento é também conhecido como viola de arame ou viola de dois corações, sendo semelhante ao violão, mas de dimensões mais pequenas.

No passado, o instrumento fazia parte do dote do noivo e o seu lugar na casa durante o dia era em cima de uma colcha axadrezada, como adorno do quarto do casal, assumindo, desde o povoamento do arquipélago, um lugar de destaque nos festejos, bailes, cantorias e serões.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.