O rapper norte-americano Pop Smoke, de 20 anos, morreu  em fevereiro de 2020 durante um assalto à casa onde se encontrava em Los Angeles. Segundo um detetive da polícia de Nova Iorque, o músico foi assassinado por um adolescente de 15 anos.

De acordo com New York Daily News, o agente Carlos Camacho confirmou em tribunal que Pop Smoke foi morto durante um assalto à sua casa.

Em 2020, fontes policiais adiantaram ao TMZ que o rapper se encontraria na casa quando, por volta das 4:30 da madrugada, dois homens encapuzados entraram na residência para alegadamente a assaltar. Durante o assalto, terão sido disparados vários tiros que feriram gravemente Pop Smoke. Depois disso, os assaltantes terão fugido a pé.

O rapper ainda foi levado para o hospital Cedars-Sinai em Los Angeles, onde acabou por ser declarada a sua morte.

As autoridades ainda não capturaram os atacantes e não há confirmação sobre se Pop Smoke os conheceria ou não. A polícia continua a investigar o caso e a entrevistar testemunhas.

Pop Smoke, cujo verdadeiro nome é Bashar Jackson, era um dos artistas confirmados no novo festival de hip hop Rolling Loud.

O músico era um dos novos nomes em ascensão no hip hop, com temas como "Welcome to the party", e, apesar da sua curta carreira, já tinha trabalhado com artistas como Nicki Minaj e Travis Scott.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.