A primeira a ser apresentada é a criação teatral “Na Relva Esfola Menos”, de Bruno Reis, entre 7 e 9 de julho, no Estádio Municipal Mário Duarte, a que se vão suceder outras criações integradas no Festival dos Canais.

Entre 14 e 24 de julho vão ser apresentadas as instalações sonoras “Um Medo Com Duas Grandes Faces”, de Miguel Bonneville, na Ponte Pedonal da A25, “Dons (d’aprés nature)”, de Marcos Foz e Luís Araújo, no Parque da Cidade de Aveiro, e “Esquecer Tudo o Que se Sabe - free download”, de Lígia Soares, na Rua da Pêga.

Por último, igualmente em Aveiro, nos dias 20 e 21 de julho há uma instalação com texto de Raquel S. e sonoplastia de Hugo Branco, intitulada “Texto”, na teia do Teatro Aveirense.

Quanto ao Porto, os autores envolvidos são Gonçalo Waddington, Rui Manuel Amaral, André Tecedeiro e João Pedro Vaz, que colaborarão com os criadores Carminda Soares, Sofia Saldanha, Manuel Tur e Luís Araújo, cujas instalações sonoras serão conhecidas em datas a anunciar em quatro espaços do Museu da Cidade do Porto: Biblioteca Sonora, Reservatório, Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio e Extensão do Romantismo.

A apresentação das obras de PLA•TÔ foi antecedida por momentos de residência artística e formação dos artistas envolvidos no projeto, numa sequência de trabalhos iniciada em março de 2021 que também contemplou módulos integrados no Curso de Interpretação do Gretua, em parceria com a Ao Cabo Teatro, e duas oficinas de sonoplastia pelos artistas Laura Romero e Santi Lesca.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.