Em declarações à agência Lusa, Pedro Rodríguez Villar, de 24 anos e natural de Nigrán (Pontevedra), afirmou hoje que a obra é uma “sincera história de amor” e uma “reflexão sobre o motor dos sonhos”.

“O Amor das Pedras”, um conto em prosa que venceu 7.ª edição do Prémio Literário Nortear para jovens escritores da Eurorregião Galiza – Norte de Portugal, surgiu na sequência de um momento de “angústia e desamor” pelo qual o jovem passou.

“Estava num momento mau da minha vida, de angústia e desamor. Queria fazer uma reflexão sobre o amor e o respeito ao espaço que nos rodeia, à natureza, porque quando um amor se rompe, a natureza e a família estão sempre lá para te levar, até parecer outro amor e fazer a vida ainda mais bonita”, contou.

Pedro Rodríguez Villar, que além de escritor é também jornalista, afirmou que a escrita é na sua vida “uma necessidade vital” e que o processo de produção da obra premiada foi “bastante rápido”.

“Este foi bastante rápido porque respondi a uma necessidade de escrever esta história de redenção”, observou, mostrando-se surpreendido por ter vencido o concurso.

“Não esperava nada porque sou jornalista, mas o meu sonho é ser escritor e às vezes, quando escrevo sou muito autocrítico, pensava ser impossível ver o meu livro publicado ou ganhar cartas com a minha escrita”, admitiu o jovem, que neste momento, tem mais dois projetos em mão: um livro de poesia e obras de teatro.

“O teatro, a prosa e a poesia ocupam três lugares distintos na minha vida. A poesia é a zona mais intimista, a catarse escrita do meu sentir. O teatro é o lugar onde faço a denúncia social e a prosa é o lugar da minha fantasia, onde posso escrever de forma intimista, de forma mágica e extensa”, acrescentou.

A obra vencedora destaca-se, segundo o júri da prova, pela “belíssima narrativa, linguagem poética, o lirismo particularmente emotivo e o bom ritmo narrativo para tratar os temas da violência contra a mulher e o amor”.

O prémio, no valor de três mil euros, será entregue a Pedro Rodríguez Villar nas próximas semanas na feira Culturgal em Pontevedra, sendo que a obra “O amor das pedras” será publicado ao mesmo tempo em portugues e galego.

Nesta 7.ª edição do Prémio Literário Nortear, 46 jovens escritores apresentaram as suas obras, sendo que destas, 19 foram galegas e castelhanas e 27 portuguesas.

Ao longo das sete edições, o Prémio Literário Nortear - uma iniciativa do AECT da Eurorregião Galiza – Norte de Portugal, da Consellería de Cultura, Turismo e Universidade da Xunta de Galiza e da Direção Regional de Cultura do Norte – contou com cerca de 280 obras apresentadas a concurso por jovens entre os 16 e 36 anos dos dois territórios.

Esta iniciativa é cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito do programa Interreg VA Espanha – Portugal (POCTEP).

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.