Madonna subiu ao palco na cerimónia dos Grammys, que decorreu no passado domingo, e os comentários à sua aparência multiplicaram-se nas redes sociais. Esta terça-feira, a 'rainha da pop' respondeu a todas críticas com um texto na sua conta no Instagram.

"Foi uma honra apresentar Kim Petras e Sam Smith nos Grammys (...) Queria entregar o prémio para Álbum do Ano, mas senti que era mais importante entregar o primeiro prémio de sempre a uma mulher trans. Foi história a acontecer", começou por contar a artista norte-americana.

No texto, Madonna lamenta que "a maior parte das pessoas preferiu falar sobre fotografias em close-up", tiradas com uma lente de um fotógrafo que "distorceria a cara de qualquer pessoa". "Este mundo recusa celebrar mulheres com mais de 45 anos e sente a necessidade de as castigar se continuarem a ser mentalmente fortes, trabalhadoras e aventureiras. Nunca pedi desculpa pela minha aparência e não é agora que vou começar", frisou.

"Fui desrespeitada pelos media desde o início da minha carreira, mas encaro tudo isto como um teste, e fico satisfeita por desempenhar o papel de pioneira para que todas as mulheres depois de mim possam ter uma vida mais fácil", acrescentou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.