Nem todas as estrelas conseguem entrar no espírito das grandes convenções em que verdadeiramente os grandes protagonistas são os fãs.

Adam Driver não ficou com boas recordações da sua visita à Comic-Con de San Diego (EUA) em 2015 para promover "Star Wars: O Despertar da Força" e, no que depender dele, não tenciona regressar.

Foi visivelmente com pouco entusiasmo que o ator recordou a sua experiência no 'talk-show de Graham Norton, transmitido na sexta-feira à noite na Grã-Bretanha.

"Gostou de ir?", perguntou o anfitrião, ao que este respondeu um "Não" de imediato e sem rodeios que deixou o público a rir.

"Não conhecia as regras da Comic-Con", acrescentou.

Adam Driver recordou como a equipa responsável pelo filme manteve-o fechado no quarto depois de fazê-lo entrar no hotel às duas da manhã.

Praticamente sequestrado para manter o secretismo, o ator não tinha autorização para sair nem para um café, nem sequer no próprio hotel. De facto, para não ser reconhecido, deram-lhe a opção de se deslocar com uma máscara: as que estavam à disposição eram as do Homem de Ferro ou... Darth Vader.

Mas o secretismo de pouco valeu: "Abri a minha janela, porque estava há 24 horas no quarto à espera deste evento que era suposto fazermos e então havia uma banda no rés-do-chão do edifício a tocar continuamente o tema de 'Star Wars' porque nós [o elenco] estávamos todos hospedados no hotel. Foi assustador", explicou.

Resumindo, Adam Driver nunca mais voltou, apesar de ter participado nos outros dois filmes da trilogia.

"Aparecemos e são duas mil pessoas que são muito fiéis. É muita energia, como podem imaginar", reconheceu.

"Foi só essa vez e vi isso. Vi o que era. Quer dizer, é simpático. Não estou ansioso por voltar a ir", concluiu entre risos.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.