A longa-metragem de animação "Nayola", de José Miguel Ribeiro, e a curta-metragem "Um caroço de abacate", primeira obra de Ary Zara, estão entre os filmes portugueses selecionados para o Festival de Cinema de Londres, hoje anunciado.

A 66.ª edição do Festival de Cinema de Londres, que vai acontecer de 5 a 16 de outubro, conta, na competição oficial de curtas-metragens, com "Um caroço de abacate", de Ary Zara, que filmou "uma história de empoderamento" a partir do encontro entre "Larissa, uma mulher trans e Cláudio, um homem cis", numa noite em Lisboa.

O filme é produzido pela Take It Easy, venceu três prémios no festival IndieLisboa 2022 e é interpretado por Gaya Medeiros, Ivo Canelas e Jó Bernardo.

Na programação do Festival de Cinema de Londres estará também "Nayola", a primeira longa-metragem de animação de José Miguel Ribeiro, que tem a guerra civil em Angola como pano de fundo, a partir da história de três gerações de mulheres.

O filme conta com argumento de Virgílio Almeida, com base numa peça de teatro de José Eduardo Agualusa e Mia Couto, cruza animação em 2D e 3D e tem produção da Praça Filmes, com coprodução com Bélgica, França e Países Baixos.

Em junho, a longa-metragem de José Miguel Ribeiro integrou a seleção oficial do Festival de Annecy, em França, e foi distinguida no Festival de Cinema de Guadalajara, no México.

Depois de se ter estreado em agosto no festival de Locarno, chega a Londres o documentário "Onde Fica Esta Rua? Ou Sem Antes nem Depois", de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata, no qual revisitam os locais e os planos do filme "Os Verdes Anos", de Paulo Rocha.

"Onde Fica Esta Rua? Ou Sem Antes nem Depois" desvenda os mesmos locais, planos e movimentos de câmara do filme de Paulo Rocha, mas sem a narrativa, sem o elenco, sem os diálogos e com um novo olhar sobre a paisagem visual urbana de Lisboa.

Além da referência ao filme de Paulo Rocha, "Onde Fica Esta Rua? Ou Sem Antes nem Depois" encerra outras histórias sobre transformações do espaço urbano, especulação imobiliária, tempo de lazer, turismo ou sobre o relacionamento social entre as pessoas, já que foi rodado em plena pandemia da covid-19.

O realizador espanhol Albert Serra apresentará em Londres o filme "Pacifiction", descrito pelo festival como uma obra "negra e hipnótica" protagonizada por Benoît Magimel e com coprodução portuguesa pela Rosa Filmes.

Na competição de primeiras obras está o filme angolano "Nossa Senhora da Loja do Chinês", de Ery Claver, com produção de Geração de 80.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.