Dwayne Johnson voltou a lançar farpas a Vin Diesel numa grande entrevista à edição de novembro da Vanity Fair onde reflete sobre a agora inexistente relação entre os dois.

A animosidade veio a público em agosto de 2016, quando Dwayne Johnson partilhou nas redes sociais que alguns dos seus colegas de elenco não eram verdadeiramente profissionais e rapidamente se percebeu que o recado tinha como único destinatário o intérprete de Dominic Toretto.

Dwayne Johnson reconhece agora que partilhar aquela mensagem "não foi o meu melhor dia" e apenas isso: "Causou uma tempestade. Ainda assim, curiosamente... [foi] como se cada membro da equipa encontrasse a sua forma de chegar até mim e agradecer-me discretamente ou enviasse uma mensagem. Mas sim, partilhar isso não foi o meu melhor dia. Não o devia ter feito. Porque, no fim de contas, isso vai contra o meu ADN. Não partilho esse tipo de coisas. E trato desse tipo de tretas longe do público. Não precisam saber disso. É por isso que digo que não foi meu melhor dia".

À revista, Dwayne Johnson diz que a zanga se tornou tão seria que ele só concordou em regressar para um último filme da saga (o oitavo) se os dois não partilhassem cenas: "Queria abrir mão do drama. Achei que era a melhor coisa a fazer. Para toda a agente".

A rir, o gigantesco ator também desmistificou as notícias de que os dois teriam enterrado o machado de guerra depois de uma conversa: "Bem, houve uma 'reunião'. Não lhe chamaria uma reunião pacífica. Chamar-lhe-ia uma reunião esclarecedora. Ele e eu tivemos uma boa conversa no meu 'trailer' e foi dessa conversa que realmente se tornou bastante claro que somos pessoas de lados muito diferentes. E concordámos em deixar isso por aí".

Dwayne Johnson acrescenta que os dois são "filosoficamente pessoas diferentes e encaramos o negócio de cinema de duas formas muito distintas", uma filosofia que esclarece em termos profissionais como "olhar para toda a gente como parceiros iguais. E olhar para o estúdio como um parceiro igual. E olhar para a equipa, independentemente de onde se esteja, seja no ranking da produção ou de outra forma, como parceiros iguais - com respeito e humildade, e sendo respeitoso com o processo e com todos os outros seres humanos que estão a investir tanto tempo, tanto trabalho árduo e equidade de suor, se não mais. E acho que sempre foi importante para mim ser sempre honesto e olhar alguém nos olhos. E se você disser que vai fazer algo, faça".

"Velocidade Furiosa": Dwayne Johnson diz que explicações de Vin Diesel sobre a zanga dos dois o fizeram rir muito
"Velocidade Furiosa": Dwayne Johnson diz que explicações de Vin Diesel sobre a zanga dos dois o fizeram rir muito
Ver artigo

No último verão, numa entrevista ao lado de Emily Blunt para promover "Jungle Cruise", Dwayne Johnson assumiu que se "fartou de rir" com as explicações de Vin Diesel à revista Men´s Health para a zanga entre os dois como uma técnica de "tough love" (mas "não 'Felliniesco'"), sugerindo que apenas estava a ser duro porque queria que o colega desse o seu melhor.

À Vanity Fair, Dwayne Johnson voltou a rir dessas declarações antes de responder.

"Uma parte de mim sente que não quer dignificar de todo essas tretas com uma resposta. Mas aqui está a verdade, já ando nisto há muito tempo. Ao contrário dele, não vim do mundo do teatro. E cresci e fui criado de forma diferente. E vim de uma cultura e ambiente completamente diferentes. E entro em cada projeto dando tudo de mim. E se sentir que há algumas coisas que precisam ser resolvidas, encaradas e tratadas, faço isso. E é simplesmente isso. Portanto, quando li isso, assim como toda a gente, ri. Ri muito. Todos nós rimos. E em algum lugar, tenho certeza que [Federico] Fellini também está a rir", explicou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.