Após ter causado sensação com as suas prestações ao apresentar prémios em 2016 e 2020, Rebel Wilson foi anunciada esta sexta-feira como a anfitriã da 75.ª cerimónia dos BAFTA, que se vai realizar a 13 de março no Royal Albert Hall, em Londres.

"Passei recentemente por uma transformação gigantesca, portanto espero que a J.K. Rowling aprove que eu seja a anfitriã dos BAFTA 2022", confirmou a atriz australiana após o anúncio mais formal da Academia Britânica de Cinema e Televisão, numa referência às polémicas à volta da escritora britânica acusada de transfobia.

A "transformação gigantesca" foi documentada pela própria nas redes sociais: Rebel Wilson perdeu 35 quilos depois de ter decidido em 2020 dar prioridade à sua saúde física e mental, reconhecendo as consequências de Hollywood lhe ter pago uma fortuna durante anos para manter o peso a mais.

Vale a pena recordar que a atriz se tornou uma sensação com o filme "A Melhor Despedida de Solteira" em 2011, um ano antes de chegar a consagração com o primeiro "Um Ritmo Perfeito", onde a sua personagem se chamava... Fat Amy [Amy gorda]. A imagem continuou a ser explorada em "À Noite no Museu: O Segredo do Faraó", "Como Ser Solteira", "Irmãos e Espiões", "Isn't It Romantic", "As Vigaristas", "Cats" e "Jojo Rabbit", além das duas sequelas de "Um Ritmo Perfeito".

Noutra reação à notícia dos BAFTA, Rebel Wilson deixou mais uma amostra do humor que espera as estrelas de cinema e os espectadores.

"Estou muito honrada por apresentar os BAFTA em março, quando a COVID não existirá mais porque claramente terá sido cancelada por essa altura. Não quero colocar nenhuma pressão nisso - sei que não vou ser engraçada porque já não sou gorda", escreveu no Instagram.

Um dia depois do príncipe André ter perdido os títulos militares e reais, Rebel Wilson (licenciada em Direito) também gozou com um dos argumentos jurídicos da sua defesa no processo civil em que é acusado de violação: "E, além disso, não vou 'suar' com os nervos porque tenho uma condição médica peculiar em que não posso suar... ou ofender as pessoas por causa do meu adorável sotaque australiano".

Prometendo juntar-se a Judi Dench para conseguirem agarrar Daniel Craig, prometeu que "este espetáculo será celebração de aniversário de algumas sagas britânicas importantes como 'Harry Potter' e não tanto como 'Cats' [onde participou a atriz]".

Em 2016, Rebel Wilson espantou pela primeira vez o público dos BAFTA com uma introdução em que, da forma muito casual, mencionou nunca ter sido convidada para os Óscares porque são racistas, admitiu estar nervosa por ter à sua frente Idris Elba porque estava 'socialmente programada para querer chocolate no Dia dos Namorados' e queria dar os parabéns ao vencedor da categoria e ainda mais consolar os perdedores.

VEJA O VÍDEO.

No início de fevereiro de 2020, todas as análises concordaram que salvou a cerimónia.

Antes de anunciar as nomeações para Melhor Realização, gozou com as recentes controvérsias reais na presença dos príncipes William e Kate, "confundindo" o nome da sala do evento (o Royal Albert Hall) com os príncipes André e Harry, antes de revelar a alcunha da sua vagina.

Comentando o tema da sustentabilidade na cerimónia, proclamou que a parte vermelha do seu vestido era "daquela vez que não ganhei o Miss Austrália" e a parte negra de um funeral a que tinha assistido recentemente, o do filme "Cats", um musical que "estranhamente não foi nomeado para quaisquer prémios".

A comediante avançou a seguir para a "controvérsia" que foi a ausência de nomeações para "felinas" [mulheres] na categoria de Realização (num trocadilho entre "categoria" e "cat=gato").

A consolação, salientou, é que podia segurar uma estatueta perto do seu rosto, "uma ótima forma de não ser contagiada pelo Coronavírus".

Imparável, o melhor ficou para o fim, quando citou todos os cinco homens nomeados para Melhor Realização e sucintamente acrescentou: "olho para o talento excecional nomeado nesta categoria e acho que não conseguia fazer o que eles conseguiram. Honestamente, não tenho as bolas".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.