Depois de ter participado no Festival da Canção RTP, o músico e compositor NEEV salta para os palcos. O artista atua a 25 de 25 de maio no Teatro Maria Matos, em Lisboa, e dia 2 de junho no Teatro Sá da Bandeira, no Porto.

"Uma Odisseia em Concerto" é o nome do espectáculo que tem como ponto de partida o álbum de estreia ("Philosotry"), que entrou esta semana para o top nacional de vendas. "Dancing in The Stars", o tema mais votado pelo público na final do Festival da Canção 2021, e a primeira canção que NEEV editou em 2016, "Breathe", com os noruegueses SEEB, também não vão ficar de fora do alinhamento.

"Estes concertos vão ser mais um marco nesta que tem sido a maior viagem da minha vida. Até agora o caminho tem sido feito fora dos palcos, de forma apaixonada e honesta, com todos os que me acompanham, mas chegou o momento de viverem comigo esta odisseia em pleno, de uma forma até hoje impossível", sublinha NEEV, em comunicado.

"Estes concertos vão ser como um portal para longe desta realidade, para algo que nos faça acreditar, mesmo que momentaneamente, na fantasia que queremos viver", acrescenta o músico.

Em palco, ao lado de NEEV (voz, guitarra e piano), vão estar João Barradas (guitarra e teclados) e Rui Reis (bateria).

Os bilhetes para os concertos custam 15 euros e estão à venda nos locais habituais, nas bilheteiras das salas e online.

NEEV

Compositor, multi-instrumentista, interprete e escritor, NEEV soma mais de 250 milhões de streams no Spotify e no Youtube. "Breathe", canção que interpretou e compôs em parceria com os SEEB, em 2016, atingiu o 28.º lugar do top da Billboard, onde se manteve durante 10 semanas, recebendo galardões de multi-platina e ouro em vários territórios da Europa e Estados Unidos.

"Em 2017 apresentou-se no Festival Reeperbahn (Hamburgo) e no Eurosonic (Países Baixos) acabando por ser disputado pelas majors presentes. Acabou por assinar um contrato de Artista com a Universal Music France e outro de Publishing com a BMG Germany", lembra a promotora comunicado.

Na produção do seu primeiro álbum trabalhou com Larry Klein (Joni Mitchell, Herbie Hancock, Melody Gardot, Tracy Chapman), que se refere a NEEV como "o Prince português". “Philosotry” foi produzido em Los Angeles e durante as gravações, NEEV tocou e partilhou o estúdio com o baterista Brian Macleod (Sheryl Crow, Leonard Cohen, Sara Bareilles), o guitarrista Dean Parks (B.B King, Michael Jackson, Paul Simon, Dolly Parton) e o pianista Patrick Warren (Chris Cornell, Bruce Springsteen, Tracy Chapman).

No início de 2019 foi revelado o primeiro single, “Calling Out”, com vídeoclip filmado na Polónia. Seguiram-se “Lie you love it”, “This Dream”, “It is what it is” e “Something Trivial2. "Avanços do tão esperado 'Philosotry', álbum editado no verão de 2020 e que esteve em destaque nas lojas FNAC em França onde NEEV foi o 'Artista do mês”'de Agosto", frisa o comunicado.

No final de 2020, o músico e compositor recebeu o convite para participar no Festival da Canção. No concurso, NEEV apresentou “Dancing in the Stars”. "No ano com a maior participação do público de sempre, 78 mil chamadas telefónicas de acordo com a RTP, 'Dancing in the Stars' foi canção mais votada pelo na final do Festival da Canção", refere a promotora.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.