Como seria de esperar, a estreia de "Eternals (Eternos)" dominou os cinemas a nível mundial (menos na China, onde não será lançado), mas a dúvida era saber qual seria o seu impacto.

Segundo as estimativas finais, o 26.º filme da Marvel arrecadou 161,3 milhões de dólares a nível mundial (em Portugal, foi visto por 55.132 espectadores, ficando em primeiro lugar).

O valor inclui 71,29 milhões nos EUA, onde foi a quinta melhor estreia da era da pandemia, depois de  "Venom: Tempo de Carnificina" (90 milhões), "Viúva Negra" (80,3), "Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis" (75,3) e "Velocidade Furiosa 9" (70).

Apesar destes resultados e após as primeiras projeções para os EUA irem dos 80 aos 85 milhões e o próprio estúdios prever chegar aos 75 milhões, vários analistas, nomeadamente da Variety, The Hollywood Reporter e Deadline, acreditam que existem vários sinais de "aviso" para a Disney e a Marvel.

As sinais mais sérios receberam amplo destaque mediático e nos próximos dias será conhecido melhor o seu impacto nas bilheteiras: "Eternals" é o filme da Marvel com as piores críticas, tendo chegado apenas aos 47% no popular site "Rotten Tomatoes" ("Thor: O Mundo das Trevas", de 2012, era o "pior", com 66%) e, ainda mais relevante, a reação ter sido apenas ligeiramente melhor entre o próprio público, que lhe deu a classificação "B" no CinemaScore.

Nestes inquéritos feitos aos espectadores depois de saírem dos cinemas, um "B" é um acolhimento pouco entusiástico dentro do Universo Cinematográfico Marvel: o primeiro "Thor" (2011) ainda recebeu um "B+" (o que é superior ao B), mas os outros 24 filmes tiveram variações diferentes dentro da cobiçada nota "A".

Tudo ponderado, trata-se de uma reação inédita para o filme realizado por Chloé Zhao que junta super-heróis pouco conhecidos e um elenco diversificado com Gemma Chan, Richard Madden, Kumail Nanjiani, Lia McHugh, Brian Tyree Henry, Lauren Ridloff, Barry Keoghan, Don Lee, Harish Patel, Kit Harington, Salma Hayek e Angelina Jolie.

Para os analistas, a Marvel pode ter arriscado demasiado com esta aposta e estar a ser "vítima" do seu incrível sucesso, que tem levado os fãs a ver os filmes mais do que uma vez nos cinemas, "inflacionando" as receitas.

Ao contrário de "Viúva Negra", que sofreu uma queda abrupta nas bilheteiras depois da estreia, atribuída a estar também disponível no Disney+ e à pirataria, "Eternals" é um exclusivo dos cinemas.

Por isso, apesar das boas receitas e do filme não ter concorrência nos cinemas nas próximas semanas nos EUA, a previsão é que a Disney e a Marvel irão finalmente descobrir através das bilheteiras o que acontece quando se dividem as opiniões dos fãs do Universo Cinematográfico.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.