A produção do terceiro filme "Mundo Jurássico" em Inglaterra foi interrompida durante duas semanas após "alguns" casos positivos de COVID-19 atingirem pessoas da equipa.

O realizador Colin Trevorrow divulgou nas redes sociais que os casos positivos testaram negativo mais tarde, mas que a paragem na quarta-feira (7) segue os protocolos de segurança na produção.

"Estaremos de volta em breve", acrescentou, partilhando a imagem de um dinossauro bebé com uma máscara.

"Jurassic World: Dominion", sequela de "Mundo Jurássico" (2015) e "Mundo Jurássico: Reino Caído" (2018), foi um dos filmes parados por causa da pandemia em março e a rodagem tinha sido retomada a 6 de julho após o estúdio Universal Pictures preparar um manual com 107 páginas que detalhava rígidos protocolos de segurança.

Entre eles estavam a divisão da equipa em duas categorias: a maior composta pelos departamentos que não precisavam ter acesso aos locais de rodagem enquanto decorrem as filmagens; enquanto outra, mais exclusiva e chamada de "Green Zone" [zona verde], juntava realizador, atores (Chris Pratt, Bryce Dallas Howard, Sam Neill, Laura Dern, Jeff Goldblum, Jake Johnson e Omar Sy, entre outros) e apenas os técnicos essenciais, como operadores de câmara e departamento de som.

Uma vez que Colin Trevorrow anunciou que tinha "acordado" com essa notícia, os casos positivos terão acontecido entre as pessoas com acesso à zona exclusiva, que o manual determina que deviam fazer testes às segundas, quartas e sextas, enquanto as outras que podiam usar equipamento protetor seriam testadas menos vezes.

A interrupção da rodagem surge um dia depois de ser anunciado que a estreia de "Dominion" foi adiada um ano, passando 10 de junho de 2022.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.