Uma trágica que abala o cinema francês e não só: o ator Gaspard Ulliel, de 37 anos, morreu esta quarta-feira, após ter sofrido um acidente de esqui no dia anterior. A notícia foi confirmada pelo seu agente à AFP.

O acidente aconteceu na terça-feira na zona de resorts de esqui La Rosière, onde estava de férias com a família, quando chocou com outra pessoa enquanto esquiava.

Transportado pouco depois das 16 horas de helicóptero para o hospital de Grenoble, já inconsciente e em estado grave, com um traumatismo craniano, o ator ainda foi operado esta quarta-feira, mas acabou por não sobreviver. O segundo esquiador não precisou de assistência médica.

O hospital já havia admitido, no final de 2013, a estrela alemã da Fórmula 1 Michael Schumacher, hospitalizado durante seis meses após uma queda contra uma rocha ocorrida enquanto esquiava fora da pista com o seu filho em Méribel (Savoie), e que está há vários anos em estado vegetativo numa mansão da sua família na Suíça.

Nos últimos dias, têm ocorrido vários acidentes nos Alpes Franceses, muito procurada nesta altura do ano pelos adeptos do esqui, devido à formação de gelo nas pistas. Uma rapariga britânica de cinco anos morreu no fim de semana após ser atropelada por um homem de 40 anos que estava a esquiar em velocidade excessiva.

Saint Laurent

Um dos talentos mais reconhecidos da nova geração do cinema francês, que aliava à vertente de 'sex-symbol', Gaspard Ulliel ganhou notoriedade em filmes como “Saint Laurent” (2014), no papel do próprio Yves Saint Laurent, ou “Hannibal – A Origem o Mal” (2007), como uma versão jovem de Hannibal Lecter.

Consternação em França com a morte de Gaspard Ulliel: as homenagens a um "ator puro" com "rosto de anjo"
Consternação em França com a morte de Gaspard Ulliel: as homenagens a um "ator puro" com "rosto de anjo"
Ver artigo

Filho de uma produtora de espetáculos e de um pai estilista, Gaspard Ulliel começou a aparecer em telefilmes no final dos anos 1990 e a popularidade disparou com o papel de Manech, o soldado desaparecido nas trincheiras durante a Primeira Guerra Mundial que sofria de amnésia e era procurado pela sua noiva Mathilde (Audrey Tautou), em “Um Longo Domingo de Noivado”, de Jean-Pierre Jeunet, com que arrebatou o César de Melhor Esperança Masculina de 2004.

O ator já fora nomeado na mesma categoria nos dois anos anteriores, com "Amor Sem Tréguas", de Michel Blanc (2002), e “Os Fugitivos”, de André Téchiné (2003), o filme que efetivamente o revelou.

Um Longo Domingo de Noivado

Voltou a ser nomeado para os "Óscares Franceses", mas já na categoria de Melhor Ator, por "Saint Laurent" (2014), e ganharia finalmente com “Tão Só o Fim do Mundo”, de Xavier Dolan (2016).

Outros títulos importantes na carreira eclética foram "Paris, je t'aime" (2008), "Un barrage contre le Pacifique" (2008), "La troisième partie du monde" (2008), "A Princesa de Montpensier" (2010), "A Dançarina" (2016), "Eva" (2018), "Uma Nação, Um Rei" (2018) e "Sibyl" (2019).

O seu próximo papel era o de Anton Mogart / Midnight Man, na série de super-heróis da Marvel “Moon Knight: Cavaleiro da Lua”, para o Disney+.

Com a sua leve cicatriz ligada a um arranhão de um cachorro na infância, o ator ganhou também visibilidade como modelo e rosto da fragrância “Bleu” da casa Chanel, cujo filme publicitário foi realizado por Martin Scorsese.

Gaspard Ulliel deixa um filho de cinco anos da relação que mantinha desde 2013 com a modelo a cantora Gaëlle Piétri.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.