artigo

Alda Gomes sem pudores na pele de uma personagem lésbica

6 de março de 2013

Alda Gomes, que faz o papel de Vera, uma lésbica assumida, na novela “Destinos Cruzados”, afirma-se pronta para viver cenas mais íntimas, se for esse o desejo do autor da história, António Barreira.

“Estou pronta para fazer o que for preciso e se o Barreira achar que faz sentido para a história, farei naturalmente cenas mais íntimas, sem qualquer problema. Sou uma atriz e esse é o meu trabalho – fazer o que for necessário para credibilizar uma personagem”, declarou Alda Gomes ao SAPO TV.

O convite para viver uma personagem que assume sem problemas a sua sexualidade foi aceite prontamente e sem pudores: “Hoje em dia começa a existir uma maior abertura na televisão em relação a temas que até há pouco tempo eram considerados tabu. Não tive qualquer problema em aceitar este papel, acho que é bom desmistificar”, acrescentou a atriz.

Estando habitualmente inserida no cenário da “Diamantes”, a empresa de lingerie onde se passa parte da ação da novela, a única dificuldade de Alda é bem compreensível: “Quando existem desfiles ou sessões fotográficas com modelos masculinos e femininos em lingerie, tenho de me forçar a lembrar-me de que devo olhar com ar apreciador para as mulheres e não para os homens. Tenho de contrariar a minha tendência natural de Alda e pensar enquanto Vera…”, concluiu, divertida, Alda Gomes.

Comentários

SAPO no Facebook